A juíza da 5ª Vara Cível de Tangará da Serra, médio norte de Mato Grosso, Tatiane Colombo indeferiu o Mandato de Segurança impetrado pelo prefeito afastado do município, Júlio César Davoli Ladeia, em que pedia liminar para retornar ao cargo.
No Mandado de segurança contra a comissão Especial de Inquérito da Câmara Municipal de Tangará da Serra e da Comissão Especial de Inquérito, (responsável pelo afastamento), ladeia alega a mesma coisa que já vinha sustentando: ilegalidade na instauração da Comissão Especial de Inquérito – CEI, por falta de provas e perseguição política. Ele inclusive alega que já denunciou a perseguição ao GAECO.
Ladeia reclamou para a Juíza Tatiane Colombo que após a instauração da CEI não teve seu direito de defesa respeitado, ferindo seu direito liquido e certo, bem como o devido processo legal. Ao final, Ladeia requereu liminarmente a nulidade e a extinção da CEI que foi constituída na Câmara Municipal de Tangará da Serra, bem como de todo os seus procedimentos.
Ladeia responde a ações de Improbidade Administrativa movidas pelo Ministério Público no Judiciário de Tangará da Serra, sendo que em uma delas, o Promotor Antonio Moreira da Silva pediu o afastamento da Prefeitura de familiares de autoridades por acusação de prática de Nepotismo e, em outra, o mesmo Promotor requereu em data de 12.05.2010 o afastamento liminar do próprio Ladeia e de vários outros agentes políticos em razão de contratação ilícita do IDHEAS que gerou um rombo as cofres públicos, segundo o MPE, de quase 6 Milhões de Reais.  Porém, por esses fatos, o Juiz da 4ª Vara Cível não decidiu até o dia de hoje o pedido liminar formulado pelo Ministério Público.
Se não bastasse, a Polícia Federal entre 2010 e 2011 já prendeu dois secretários e homens de confiança do prefeito afastado, por fatos ligados à gestão de Ladeia, sendo Mário Lemos de Almeida, então Secretário Municipal de Saúde, e Érico Suares, então Secretário de Administração e Superintendente do Governo Municipal de Tangará da Serra. Ladeia responde, além da CEI na qual foi afastado, a outras duas CEI por supostos atos de improbidade administrativa. (com Juina News)
http://feeds.feedburner.com/blogdasandracarvalho
0 0 vote
Article Rating
Se inscrever
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments