Membros do Sindicato dos Trabalhadores da Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Pública de Mato Grosso (Sinterp) estão apelando aos deputados estaduais para que a Empresa Mato-grossense de Pesquisa Agropecuária Extensão Rural (Empaer-MT), ligada à (Secretaria de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf) ,seja reestruturada e o quadro de funcionários aumente significativamente.
O presidente do Sinterp, Gilmar Brunetto, conta que a situação na Empaer está no limite e argumenta que há anos a Emaper está passando por um processo de sucateamento no Estado. “Para se ter uma ideia, na década de 1990, nós tínhamos um quadro de 1.040 funcionários e hoje nós temos 370 efetivos e cerca de 140 comissionados”, relata.
Em Acorizal, só tem um técnico para atender toda zona rural do município que corresponde há mais de 1300 famílias ligadas a agricultura familiar. Essa situação vem cada ano ficando mais caótica. Hoje Técnico Liduino (foto) é único do município. Seriam necessários no mínimo 10 profissionais para atender todo município, segundo o sindicalista. (Uembe/Acorizal)
http://feeds.feedburner.com/blogdasandracarvalho
0 0 vote
Article Rating
Se inscrever
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments