Com um dos maiores  rebanhos bovinos do Estado de Mato Grosso, há muito tempo Poxoréu aguarda ansiosamente a instalação de um frigorífico para o abate e comercialização de carne bovina – promessa eleitoral nunca cumprida pelos prefeitos que administraram o município.
A conseqüência imediata da decisão judicial que determinou a proibição de abate bovino foi a forte elevação no preço para o consumidor: o quilo de carne bovina subiu de 40% a 50%  na maioria dos açougues.
A pressão de alta, entretanto, não deve ser passageira. Caso não regularizado a situação sanitária dos abatedouros a aceleração do aumento de preço da carne pode ficar ainda maior. Além da decisão judicial local, outros fatores contribuem com a elevação dos preços: o aumento das exportações de carne e o período de entressafra  que acontece a partir de agosto. Com isso, o preço da carne pode aumentar em mais de 20% até o final do ano.
A medida judicial aumentau os custos da produção. Agora,  além do custo do abate,  há o custo duplicado do  frete: o boi sai de Poxoréu, vai a Rondonópolis para abate e retorna como produti final para consumo aqui. 
Quem paga o pato é o consumidor final. O aumento de preços provocou a queda no consumo. Queda no consumo significa menor alimentação para a população.  (pox.zip.net)
http://feeds.feedburner.com/blogdasandracarvalho
0 0 vote
Article Rating
Se inscrever
Notificação de
guest
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Rosylene Pinto
9 anos atrás

Obrigada!! Sandra por seguir meu blog e parabéns pelo seu trabalho, um grande abraço
Rosylene Pinto (www.fuzuedasartes.blogspot.com)