Um reeducando da Cadeia Pública de Cuiabá, no bairro Carumbé, sofreu um acidente quando trabalhava dentro da unidade prisional e foi levado às pressas para o Hospital e Pronto Socorro Municipal de Cuiabá onde aguarda, há 1 hora, atendimento.  Ele teve três dedos amputados. Os profissionais de plantão no Pronto Socorro alegam sobrecarga de serviço.
Situações como esta já viraram rotina na unidade considerada a maior referência em urgência e emergência de Mato Grosso. Um advogado criminal presenciou  o sofrimento do reeducando e se revoltou pelas condições precárias de atendimento no Pronto Socorro. “Não é porque ele é preso que deve ser submetido a essa situação deprimente”, reclamou o advogado, lamentando que a população cuiabana e mato-grossense não tenham um atendimento digno na rede pública de saúde.
http://feeds.feedburner.com/blogdasandracarvalho
0 0 votes
Article Rating
Se inscrever
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments