Jornais não publicam, mas o Blog da Sandra Carvalho publica!

Jornalistas de Mato Grosso estão em assembleia permanente e em plena negociação do piso da categoria dentro da Campanha Salarial 2011. Ontem pela manhã, segunda-feira, dia 30 de maio, a diretoria do Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso (Sindjor-MT) se reuniu com o patronato na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE), para discutir a pauta de reivindicações ponto a ponto, incluindo cláusulas econômicas e sociais.
No final da manhã, a audiência foi suspensa, porque não houve acordo. Jornalistas pedem R$ 1.900 de piso, mas aceitaram flexibilizar esse valor para R$ 1.600. Patrões fizeram a contraproposta de R$ 1.466,94, ou seja, R$ 433,06 a menos do que a categoria pede inicialmente. Os empresários alegam que não têm condições financeiras para concordar com essa cláusula. O Sindjor-MT não aceita o argumento.
Um piso de R$ 1.466,94 significaria um avanço de R$ 70 com relação ao vigente, que é de R$ 1.380, fechado no acordo coletivo do ano passado. No entanto, a diretoria do Sindjor rechaça esse valor e diz que a precarização do trabalho do jornalista interfere diretamente na qualidade da notícia. Quanto ao reajuste linear, o patronato aceita aplicar 6,3% (INPC), e não os 15% reivindicados, que significariam ganho real.
Hoje, terça-feira, 31 de maio, tem assembleia geral no Sindjor-MT, às 19 horas. O Sindjor funciona na Avenida Mato Grosso, 167, Centro. A diretoria irá levar à base da categoria o que foi discutido até agora e buscar respaldo para seguir negociando.
Amanhã, quarta-feira, 1 de junho, haverá nova rodada na SRTE, às 9 horas. Não havendo acordo, restará ao Sindjor-MT levar a questão à justiça. No entanto, a diretoria ainda espera encontrar meios de negociar com os patrões, entendendo que o mercado, na ampla maioria das empresas, já pratica mais do que a contraproposta de R$ 1.466,94.
http://feeds.feedburner.com/blogdasandracarvalho
0 0 vote
Article Rating
Se inscrever
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments