Sandra Carvalho, de São Félix do Araguaia
Tewaxixa Karajá é um
dos exemplos.

O alistamento militar tem sido uma alternativa bastante procurada por indígenas. Enfrentando problemas de sobrevivência em suas aldeias, muitos jovens e adultos chamados “emancipados” se inscrevem no serviço militar para adquirir o Certificado de Alistamento Militar. De posse deste documento, eles podem procurar emprego com direito a Carteira de Trabalho e seus benefícios.

É o caso de Tewaxixa Karajá, de 36 anos. Ele reside na Ilha do Bananal, em Tocantins, mas sua vida gira em torno de São Félix do Araguaia (MT), assim como milhares de indígenas da sua nação. “Eu preciso trabalhar, mas pra isso preciso alistar”, diz ele, que já é pai de família, tem muita dificuldade para alimentar os filhos e por isso decidiu pela emancipação. Sem dinheiro, a saída é procurar emprego.
Ontem (13/05), em São Félix do Araguaia, a 1.150 km de Cuiabá, quatro indígenas receberam o Certificado de Alistamento Militar junto a outra dezena de não índios. Durante a solenidade, Tewaxixa marchou e cantou o Hino Nacional  em posição de sentido à Bandeira do Brasil, sob o comando de militares da Aeronáutica e do Exército.

O alistamento militar tem sido uma alternativa bastante procurada por indígenas. Enfrentando problemas de sobrevivência em suas aldeias, muitos jovens e adultos chamados “emancipados” se inscrevem no serviço militar para adquirir o Certificado de Alistamento Militar. De posse deste documento, eles podem procurar emprego com direito a Carteira de Trabalho e seus benefícios.
É o caso de Tewaxixa Karajá, de 36 anos. Ele reside na Ilha do Bananal, em Tocantins, mas sua vida gira em torno de São Félix do Araguaia (MT), assim como milhares de indígenas da sua nação. “Eu preciso trabalhar, mas pra isso preciso alistar”, diz ele, que já é pai de família, tem muita dificuldade para alimentar os filhos e por isso decidiu pela emancipação. Sem dinheiro, a saída é procurar emprego.
Ontem (13/05), em São Félix do Araguaia, a 1.150 km de Cuiabá, quatro indígenas receberam o Certificado de Alistamento Militar junto a outra dezena de não índios. Durante a solenidade, Tewaxixa marchou e cantou o Hino Nacional em posição de sentido à Bandeira do Brasil, sob o comando de militares da Aeronáutica e do Exército. (com Vanessa Lima, de O Repórter do Araguaia)
Os indígenas se alistam para garantir renda e sustento da família.
(Fotos: Sandra Carvalho)
http://feeds.feedburner.com/blogdasandracarvalho
0 0 vote
Article Rating
Se inscrever
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments