Foto: Survival International
Indígenas da nação Enawenê Nawê estão com sua sobrevivência cultural, espiritual e física ameaçada por hidrelétricas de acordo com a Ong Survival Internacional. Reconhecido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) como patrimônio cultural brasileiro, o ritual Yãkwa (pescaria anual), dos indígenas Enawenê Nawê de Mato Grosso estaria com sua existência ameaçada por causa das obras de hidrelétricas previstas para a região.
Os Enawenê Nawê, diferente de outras etnias indígenas, não consomem carne vermelha, apenas proteína de peixe. No ritual, eles armazenam o peixe para a aldeia que deve durar até a próxima pescaria, no ano seguinte. O peixe também faz parte da cultura e da manifestação espiritual deste povo.
O ritual de pescaria (que chega a durar meses) acontece sempre neste período do ano (a atividade ainda está acontecendo), mas já há preocupação com a drástica redução dos peixes no rio Juruena.
Segundo Sarah Shenker, da ong Survival Internacional, que esta semana divulgou um alerta sobre as ameaças ao ritual, os indígenas estão preocupados por causa da falta de peixe registrada nos dois últimos anos. “Em 2011, o ritual começou há duas semanas. Ainda está acontecendo. Mas eles não sabiam se vão encontrar peixe este ano para mandar para sua aldeia”, disse Sarah, em entrevista por email.
De acordo com o mais recente documento divulgado pela Survival, os índios Enawenê Nawê temem que as 80 hidrelétricas planejadas para a bacia do rio Juruena extinguem os peixes e, por conseguinte, sua própria existência cultural e física. (via Berohokã)
http://feeds.feedburner.com/blogdasandracarvalho
0 0 vote
Article Rating
Se inscrever
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments