Na semana passada a deputada estadual Luciane Bezerra declarou que a culpa pela situação de calamidade de municípios do Nortão neste período chuvoso também seriam resultado da inoperância das prefeituras e do Governo do Estado. Hoje, a prefeita Nelci Capitani, de Colniza, a 956 km de Cuiabá, emitiu nota lembrando que foi graças a parceria entre o Estado e o município de Colniza e Luciane conseguiu votos que a elegeram.
“A deputada também não deve ter acompanhado o trabalho realizado, em grande parte com recursos próprios do Município, de reconstrução da rodovia estadual MT-206, entre Colniza e o distrito de Três Fronteiras, numa extensão de 315 quilômetros, que estava com o tráfego interrompido no trecho entre Guariba e Três Fronteiras havia quase quatro anos”, diz a nota.
Esse trabalho foi resultado da parceria entre a Prefeitura de Colniza, o Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Sócio-Econômico e Ambiental do Vale do Juruena e a comunidade do distrito de Guariba e Roosevelt, e que durou cerca de três meses. Foram construídas 49 pontes, o leito do rio foi levantado em mais de 30 quilômetros da rodovia entre Roosevelt e Três Fronteiras e devolvida a trafegabilidade à rodovia atendendo a população de três Estados: Mato Grosso, Rondônia e Amazonas.
De agosto de 2009 ao início de março deste ano, o tráfego de veículos e do ônibus que faz a linha Colniza a Machadinho do Oeste (RO), com acesso a Porto Velho, passou a ser feito com regularidade, transportando passageiros e garantiram o trânsito de veículos que fariam 1.400 quilômetros a mais para chegar ao mesmo destino.
A parceria, segundo a nota, também promoveu a recuperação da MT-418, onde o Estado reformou e construiu novas pontes. “Se houve problemas agora, foram causados pelas intensas chuvas que caíram em nossa região, onde, de acordo com a Defesa Civil, a precipitação pluviométrica superou os índices dos anos anteriores e não pelas autoridades, locais, ou estaduais”, afirma a assessoria da prefeita Nelci Capitani.
Luciane esteve no município no mês passado, verificando a situação das estradas de acesso a Colniza e foi recebida pelo secretário Municipal de Educaçao, Thiago Rodrigo Dias Alves, que lhe explicou os problemas, principalmente na MT-418, onde ainda existem atoleiros quando chove forte.
A nota ainda ressalta que a deputada estaria querendo se valer da situação de emergência e das necessidades por que passam os moradores das localidades isoladas para se promover politicamente.
“De uma tacada só, a deputada criticou as autoridades municipais e o próprio Governo do Estado, ao afirmar que elas deveriam ter se prevenido para enfrentar uma catástrofe natural com tamanha magnitude – a força das águas dos rios da região, que levaram pontes, invadiram casas ribeirinhas e isolaram centenas de famílias localizadas à margem esquerda do rio Aripuanã, no município de Colniza. Essas críticas, infundadas, só podem ser atribuídas à inexperiência da deputada no exercício de seu primeiro mês de mandato”, diz o texto distribuído pela assessoria de imprensa da Prefeitura de Colniza.
http://feeds.feedburner.com/blogdasandracarvalho
0 0 votes
Article Rating
Se inscrever
Notificação de
guest
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Anônimo
Anônimo
10 anos atrás

a Deputada deveria começar a trabalhar e nao ficar criticando, ou sera que em Juara qdo o Marido dela foi prefeito nao chovia! Ele botava culpa nas chuvas.!