Sempre com energia e alegria, Benedito
é a cara do Carnaval cuiabano.
Nesta quarta-feira de cinzas (09), o ex-Rei Momo e um dos foliões mais tradicionais de Mato Grosso, Benedito Rubens lamenta que a festa de Carnaval de Cuiabá esteja cada vez pior e perdendo espaço para pequenos municípios do interior. Ontem, no desfile dos blocos e escolas de samba, Bendito se emocionou a relembrar os carnavais de outrora.
Ele observa que não existe mais nem as matinês para a criança nos clubes da cidade e os animados bailes de carnaval para os adultos. “Tínhamos o Clube Dom Bosco, o Sayonara, o Clube da Caixa”, recorda o folião, enfocando a concorrência que havia entre os clubes para ver quem fazia a melhor festa de carnaval. “O próprio bloco Imprensando Bebum levava para a rua o pessoal da imprensa sempre enfocando algum problema social”, observa.
“Dito” Rubens lembra ainda que até a passista Piná, do Rio de Janeiro, chegou a desfilar pela Mocidade Independente Universitária e que Joãozinho Trinta este aqui com a escola de Samba Viradouro. “O pessoal da Mangueira esteve aqui”, acrescenta o folião inveterado, sempre com grande energia e alegria para a festa.
Como ex-Rei Momo, ele conta que no seu reinado rei e rainha tinham várias atividades durante o carnaval e uma delas era percorrer os clubes nas matinês e nos bailes, levando alegria e provocando a reverência dos foliões. “Nós desfilávamos em carro aberto, com toda a pompa que tínhamos direito e isso tornava o nosso carnaval muito mais original”, frisa.
“Hoje o Rei Momo e a Rainha do Carnaval não tem nem lugar apropriado para ficar na avenida”, diz Dito Rubens, lamentando que a prefeitura tenha inclusive acabado com o tradicional Baile da Cidade, quando ocorria a entrega oficial da chave da cidade.
Para ele, é preciso resgatar o carnaval cuiabano, antes que ele deixe de existir literalmente. Defende a criação de espaços culturais para a realização de oficinas destinadas a crianças e jovens carentes e ainda parcerias com as escolas de samba e blocos para que desenvolvam atividades durante o ano todo e cheguem muito mais organizadas no carnaval, sem ficarem totalmente dependentes do mísero recurso repassado pela prefeitura para a realização do desfile. E que os blocos e escolas se organizem como empresas, se profissionalizem para não ficarem dependendo apenas de recursos públicos.
http://feeds.feedburner.com/blogdasandracarvalho
0 0 votes
Article Rating
Se inscrever
Notificação de
guest
3 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Valéria
11 anos atrás

Concordo com o Dito,moro a um ano em Cuiabá, mas sempre acompanhava os acontecimentos da cidade…e lembro muito dos comentários de amigas ou até das mães delas..de qto se divertiam no carnaval…lá no passado, tenho amigas q trabalham na Sinfra…q saudosamente lembram do bloco e das brincadeiras em frente a caixa d'agua…Pena ver q a cidade esta andando para trás…acordem Cuiabanos..vcs são acara do carnaval..povo alegre divertido de cultura forte….resgatem esta alegria….

Anônimo
Anônimo
11 anos atrás

e verdade dito! estamos em fase de desaparecimento em nosso proprio municipio. voce esta correto em sua afirmação.. espero que no futuro isso se modifique e cuiabá seja o grande municipio que esta cada vez mas crecendo, e ninguem mas entendido no assunto para dar a palavra do que voce que e uma pessoal realmenete entendida no assunto, e respeitada e honrada, neste municipio e estado de matogrosso.
melhora cuiabáaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

oliveira junior

Ivan Belém
11 anos atrás

Você está coberto de razão, caro Dito!O carnaval cuiabano passou por tantas modificações que corre o risco de desaparecer. A Secretaria da Cultura tem se esforçado para manter essa tradição, reconheço. Mas há que se fazer um esforço conjunto.