O Sindicato dos Profissionais de Enfermagem de Mato Grosso (Sinpen) irá protocolar denúncia nos Ministérios Públicos Estadual e Federal sobre suposto desvio de R$ 35 milhões de verba federal destinada ao Sistema Único de Saúde (SUS) de Cuiabá. Conforme a denúncia, os 6 hospitais conveniados à rede pública deixaram de receber 3 parcelas de pagamento, referente aos meses de fevereiro a abril deste ano, dinheiro que foi repassado pela União.
O ex-secretário de saúde de Cuiabá, Luiz Soares, será indicado para ser ouvido pelos Ministérios Públicos. Segundo o presidente do Sinpen, Dejamir Soares, ele tem provas de que não foi repassado os recursos devidos aos hospitais Santa Casa, Geral, Bom Jesus, Câncer, Só Trauma, Santa Helena.
Aliado ao movimento, amanhã profissionais da enfermagem e médicos votam o indicativo de greve por tempo indeterminado. A assembleia será às 19h30 em frente ao PS de Cuiabá. A categoria reivindica melhores condições de trabalho e comprometimento dos gestores para a construção de um hospital estadual ou federal na Capital.
Dejamir diz ser necessário o firmamento urgente de um pacto pela saúde, senão, prevê o mesmo movimento em 2 anos. Mesmo com melhorias no PS, a falta de leitos é um problema a ser resolvido somente com uma nova unidade de saúde.
Outro lado – A assessoria de imprensa da Prefeitura de Cuiabá informou não ter recebido a denúncia oficialmente e somente após o protocolo o Chico Galindo (PTB) irá se pronunciar sobre o assunto. (Amanda Alves/A Gazeta)
http://feeds.feedburner.com/blogdasandracarvalho
0 0 vote
Article Rating
Se inscrever
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments