Muitas pessoas crescem com maior disposição para aprender, porém outras precisam exercitar a memória. Este assunto, a neurociência, foi tema de palestra esta semana no Colégio Norte Dame de Lourdes, em Cuiabá, proferida pela pós doutorada na área de psiquiatria Telma Pantano, e que também é fonoaudióloga e psicopedagoga. A palestra fez parte da Semana Pedagógica da instituição.
Segundo a especialista, as informações com poucas conexões e armazenadas em poucos lugares são logo descartadas pelo cérebro.
“Muito embora algumas pessoas possam nascer com maior predisposição para aprender e desenvolver determinados tipos de saber, a lição que a neurociência ensina acerca da memória é que ela se educa com a prática”, observou.
Ou seja, é preciso usá-la e desenvolvê-la, porque ela é fundamental ao raciocínio, que depende das informações guardadas no cérebro e das associações feitas com elas.
Ainda de acordo com Telma Pantano, o cérebro precisa de motivos para desenvolver conexões e associações com as informações que recebe. Por isso, a motivação é ferramenta indispensável ao aprendizado.
“Boa parte das crianças que chegam ao meu consultório com problemas de aprendizagem não sabe sequer por que tem que aprender a ler e escrever. Para eu conseguir que aprendam, tenho que dar a elas motivos convincentes, ou seja, criar motivação. Só consigo isso se dou à aprendizagem significados que façam algum sentido a elas”, completou.
Curriculum – Telma Pantana possui graduação em Curso de Fonoaudiologia pela Universidade de São Paulo (1997), especialista em Linguagem pelo CRFA, Especialista em Psicopedagogia pela Pontifície Universidade Católica de São Paulo, mestrado em Ciências (Fisiopatologia Experimental) pela Universidade de São Paulo (2001), doutorado em Ciências (Fisiopatologia Experimental) pela Universidade de São Paulo (2005).
Também é Master em Neurociências pela Universidade de Barcelona – Espanha, Pós doutora em Psiquiatria pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.
É Fonoaudióloga e Psicopedagoga do Serviço de Psiquiatria da Infância e Adolescência do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. É professora e coordenadora dos cursos de neurociências e neuroeducação pelo CEFAC-SP.
Tem experiência na área de Fonoaudiologia, com ênfase em cognição, linguagem e aprendizagem, atuando principalmente nos seguintes temas: linguagem, aprendizagem, cognição, transtornos afetivos, esquizofrenia e psiquiatria.
http://feeds.feedburner.com/blogdasandracarvalho
0 0 vote
Article Rating
Se inscrever
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments