O município de Apiacás, extremo norte de Mato Grosso, é o campeão em irregularidades no cadastro de profissionais no Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (SCNES). As duplicidades foram encontradas em 19 Agentes Comunitários de Saúde (ACS), duas Equipes de Saúde da Família (ESF) e duas Equipes de Saúde Bucal (ESB). Outros nove municípios também apresentaram irregularidades e por isso tiveram a transferência de incentivos financeiros suspensos.
Os municípios podem voltar a receber o dinheiro do governo federal, caso as pendências sejam resolvidas e medida não representa a interrupção do Programa Saúde da Família e Brasil Sorridente nessas localidades. Os municípios citados na portaria vão deixar de receber somente a parcela do incentivo correspondente às equipes e agentes com problemas.
Veja como ficaram as demais suspensões: Nova Xavantina com dez ACS e um ESF; Glória d“Oeste e Vila Rica tiveram cada um oito ACS, uma ESF e uma ESB; Novo Horizonte do Norte e Feliz Natal com sete ACS, uma ESF e uma ESB cada; Comodoro quatro ACS e uma ESF; Jangada com uma ESB e uma ACS.Cuiabá teve verba cancelada de seis ACS e uma ESF e Rondonópolis para quatro ACS, uma ESF e uma ESB. O incentivo varia de R$ 76,8 mil a R$ 115,2 mil por Equipe de Saúde da Família e, R$ 8,56 mil por Agente Comunitário de Saúde, ao ano.
http://feeds.feedburner.com/blogdasandracarvalho
0 0 vote
Article Rating
Se inscrever
Notificação de
guest
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Anônimo
Anônimo
9 anos atrás

E UMA VERGONHA OS MUNICIPIOS PERDEREM RECURSO POR IRREGULARIDADES DE SISTEMA, JÁ É POUCO O QUE É REPASSADO PARA MANTER A SAUDE DA POPULAÇÃO, É LAMENTÁVEL PARA OS QUE SE DIZEM SEREM ADMINISTRADORES DE SAÚDE PÚBLICA….PARABÉNS APIACAS..COM A PREOCUPAÇÃO DA SAÚDE DE SEUS ELEITORES.