Dois gestores governamentais de Mato Grosso se destacaram no concurso de Boas Práticas do Consórcio Brasil Central (BrC). O resultado, divulgado neste mês de setembro, reflete a importância da carreira, que em dezembro de 2020 completa 20 anos, para a gestão pública e para o desenvolvimento do Estado.

Andrea C. Domingues Fujioka, da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra-MT) obteve a 1ª colocação com a boa prática “Parcerias Sociais em Infraestrutura”, e Edmar Augusto Vieira, da Casa Civil, conquistou a 3ª colocação na categoria “Gestão Pública”.

Andreia Domingues conta que a inscrição no concurso de boas práticas se deu em razão de estar participando, com a equipe da Sinfra-MT, do produto das Parcerias Sociais em Infraestrutura, que consiste na ação de trazer a execução de obras de pavimentação, manutenção e operação de ativos rodoviárias, reduzindo o aporte do Estado nessas ações e trazendo segurança logística nas vias rodoviárias.

As Parcerias Sociais foram oficializadas por meio da Lei Estadual n° 10.861/2019 e regulamentada pelo Decreto Estadual n° 167/2019, em razão da grande extensão territorial de Mato Grosso e a necessidade de pavimentar, manter e conservar as rodovias estaduais.

“Suas dimensões continentais contam com 30 mil km de rodovias, sendo que destas, somente 7 mil são pavimentadas. Com o recurso que é destinado pra pavimentação, restauração e manutenção, mantendo somente padrão de execução direta, em 100 anos o Estado ainda não teria um logístico apropriado. Para tanto, faz-se necessário inovar a forma de utilização destes recursos, trazendo o privado para cooperar na medida do possível e legal”, contextualiza.

O modelo de parceria envolve as Organizações da Sociedade Civil (OSC), constituídas em sua maioria por produtores rurais interessados em unir esforços com a Sinfra-MT para trazer melhorias à malha rodoviária, através da mútua colaboração.

“Isto via procedimentos de seleção com regramentos objetivos, entidades privadas sem finalidades lucrativas para patrocinar, através da execução e de um percentual de contrapartida em bens e serviços mensurados”, observa.

Obras realizadas em parceria com a Associação de Manutenção e Extensão da MT-129 (AMEX)

Andreia Domingues ressalta que foram vários servidores envolvidos, cada um com sua responsabilidade, para a proposição dessas Parcerias Sociais que estão em operação hoje no Estado, citando os também gestores governamentais Maria Stella, Regiane Berchieli, Paulo Fernandes, Agno Vasconcelos e Maricilda Farias.

“Vi o concurso como uma ferramenta de suma importância tanto para disseminar as práticas e estudos dos projetos quanto para valorizar o servidor público. Receber o prêmio de primeiro lugar, foi realmente muito satisfatório e valoroso, demonstrou cuidado pelo trabalho do gestor governamental. Fiquei muito feliz e emocionada”, completa.

Gestão Pública

O gestor governamental Edmar Augusto Vieira conquistou o terceiro lugar da premiação, na categoria de Gestão Pública. Uma boa prática que utilizou tecnologia web para cadastro, consolidação e apresentação das entregas e parcerias realizadas pelo governo.

“O gabinete do governador e seu entorno, a Casa Civil e Assessoria de Comunicação, tinham enorme dificuldade para reunir, harmonizar, consolidar e disponibilizar as entregas de todos os órgãos, de forma rápida, completa e confiável. Quando solicitadas, as informações demoravam chegar aos interessados e eram enviadas em planilhas com incontáveis omissões e sem um nível adequado de harmonização e fidedignidade, dificultando a consolidação e a utilização dos dados”, explica Vieira.

Isso, segundo ele, permitia que a gestão pública ficasse vulnerável para comunicar e defender seu legado, ou para se prevenir de possíveis críticas à gestão.

“Com o novo sistema já institucionalizado, o governo pode se deslocar para determinadas regiões e saber, de antemão, tudo o que já está feito ou programado para o local, além de ter acesso a dados de contribuições de parceiros, fornecedores contratados e emendas parlamentares”, detalha.

Edmar Vieira explica que é possível acessar os dados na tela de um celular e utilizar recursos de visualização em mapas, painéis de dados e relatórios internos do sistema. Outra característica é que a tecnologia está pronta para apoiar a política de transparência do governo (acesso cidadão), bastando configurar alguns de seus parâmetros.

“A premiação no concurso de boas práticas do Consórcio Brasil Central foi muito gratificante, pois não deixa de ser um reconhecimento a todo o esforço realizado e a superação de inúmeros obstáculos. É até curioso que eu tenha recebido uma premiação pela concepção e desenvolvimento de uma tecnologia (aplicação web em linguagem Java) fora da minha área de formação profissional, que é economia. Para mim, é um estímulo a mais para continuar apostando na inovação como forma prioritária de atuação pela melhoria da gestão pública”.

Repercussão

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, que também é presidente do Consórcio Brasil Central, parabenizou os servidores pelo protagonismo. “Ficamos muito contentes com a adesão dos nossos servidores ao concurso. Tenho certeza que as boas práticas serão compartilhadas com todos os estados para que essa troca signifique mais eficiência”.

Regiane Berchieli , coordenadora da carreira de Gestor Governamental de Mato Grosso e do Núcleo de Ações Prioritárias (NAP), fala sobre a premiação. “Buscar e implementar novas soluções é uma das principais características das carreiras de gestão. Nossos colegas premiados são exemplos disso.

Agno Vasconcelos, presidente da Associação dos Gestores Governamentais do Estado de Mato Grosso (AGEEMT), avalia premiação como reconhecimento à carreira. “A carreira de gestão governamental desenvolve projetos e ações no dia a dia que na maioria das vezes não são divulgadas para o público como iniciativa desses profissionais. Por isso que quando recebem uma premiação pelo trabalho desenvolvido é um reconhecimento pelo empenho e pela busca da excelência no serviço público.”

Premiação

A iniciativa do contribui para o reconhecimento das entregas dos servidores públicos dos estados associados, que são.

O Prêmio Boas Práticas BrC visa premiar as melhores iniciativas e boas práticas dos sete estados que pertencem ao consórcio e que podem ser adaptadas, implementadas ou inspiradas por todo o país. Integram o consórcio Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Tocantins e Rondônia.

A Carreira

A carreira de gestor governamental completa 20 anos em Mato Grosso no próximo mês de dezembro. Atualmente há 101 gestores na ativa, os gestores atuam na maioria dos órgãos e entidades do poder público estadual, em diversas áreas, tanto no gerenciamento de processos e sistemas de gestão, quanto na gestão de políticas públicas, por meio da execução de projetos e atividades.

Os gestores governamentais são lotados na SEPLAG, mas atuam de forma descentralizada em todos os órgãos e entidades do Estado. As duas grandes áreas de atuação do gestor é a de gestão de políticas públicas e processos e sistemas de gestão.

 

4.7 3 votes
Article Rating
Se inscrever
Notificação de
guest
4 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Paulo
Paulo
2 meses atrás

Muito bom, é uma prova de que o servidor público contribui quando tem a oportunidade de demonstrar seu trabalho, é preciso valorizar e reconhecer quem cumpre seu papel. Parabéns!

Divina Dalta de Sousa
Divina Dalta de Sousa
2 meses atrás
Reply to  Paulo

Parabéns a todos que se empenhou, e usou de sua capacidade com determinação força e fé 👏🏻👏🏻👏🏻Deus os abençoe 🙏🏻🙋‍♀️

Mauricio
Mauricio
2 meses atrás

parabéns Andreia, orgulho de trabalhar contigo.

Mariana Godoy
Mariana Godoy
2 meses atrás

Servidor público merece ser valorizado! Está aí uma prova disso! Essas carreiras de Estado contribuem para o desenvolvimento e continuidade dos projetos desenvolvidos pelos governos!