Nos dias de hoje encontrar uma imprensa onde os valores astronômicos pagos com o objetivo de vender quase sempre a imagem que não condiz com a realidade, é cada vez mais fácil. Sem sombra de dúvida a imprensa é considerada o quarto poder, por que assim o é. A responsabilidade que os meios de comunicação exercem sobre uma sociedade e sobre uma nação são quase sempre decisivos na vida da sociedade de uma cidade e suas respectivas transformações.
A irresponsabilidade em muitos casos jogadas ao público das mais diversas formas,  podem acarretar fatores irreparáveis nos comportamentos dos indivíduos nela inseridos. Palavras que formam um conjunto irregular sem sentidos que tem como premissa somente a venda de imagens de pessoas ou poderes que são totalmente o contrário da realidade. A sociedade em si, que é o objetivo principal na formação de uma cidade vê uma situação no cotidiano, mais se depara com um mundo de fantasias e farsas que são patrocinadas muitas vezes irregularmente  com o dinheiro desta própria sociedade.
Os meios de comunicação precisam sim de recursos para se manter, como toda e qualquer empresa, mas esses recursos não deveriam ser usados para mascararem uma realidade longe daquela que se convive. A imprensa deve contribuir em uma sociedade mostrando sua realidade num todo. O poder de uma imprensa nas mãos de pessoas que se preocupam somente em retirar da sociedade sem repor nem um benefício em troca, muitas vezes induzindo as classes mais simples da população a “verdades” plantadas a custos de interesses de pequenos tiranos que surgem periodicamente, levam essa mesma sociedade a escuridão impedindo a chegada do progresso, do bem estar, e do crescimento de uma nação.
Sendo assim muitas vezes o trabalho de alguns setores de mídia acabam se deteriorando e fazendo com que a credibilidade e a responsabilidade sejam trocadas por alguns milhares de trocados, tirados muitas vezes de lugares que teriam mais utilidade na solução de problemas oriundos dessa mesma sociedade.
Para o jornalista e sociólogo brasileiro Perseu  Abramo, “A ambição de lucro, por outro lado, não explica, por si só, a manipulação e a distorção.. É evidente que os órgãos de comunicação, e a Indústria Cultural de que fazem parte, estão submetidos à Lógica Econômica do Capitalismo. Mas o Capitalismo opera também com outra lógica — a lógica Política, a lógica do Poder e é aí, provavelmente que vamos encontrar a explicação da manipulação jornalística.”  Esse preço é alto, mas é o preço que o poder paga. (Peixoto Alencar/Juaranet)
http://feeds.feedburner.com/blogdasandracarvalho
0 0 vote
Article Rating
Se inscrever
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments