A Casa do Parque estreia na próxima terça (30), às 19h, em Cuiabá, uma nova fase da exposição “Dentro da Mata”, com Miguel Penha, um cuiabano filho de indígenas, que descobriu na arte o seu dom de criar, por suas próprias mãos, sensibilidade e delicadeza, paisagens da natureza, extraindo-as do mundo real para telas que se assemelham à perfeição.

São 13 telas capazes de levar a uma viagem por florestas de uma beleza ímpar, entre cipós, uma diversidade de árvores e folhas, muitas folhas de diferentes matizes, do verde mais gritante ao amarelado das folhas secas caídas por sobre raízes, ou despencando cachoeiras abaixo. Miguel Penha pinta detalhes que talvez passassem despercebidos a olho nu e está ansioso com a nova exposição. “É uma honra expor minhas obras na Casa do Parque, que tem dado muito valor a arte mato-grossense”

Miguel, que deixou Cuiabá para morar em Chapada dos Guimarães e lá se embrenhar pela mata em busca de cenários cada vez mais bucólicos, despertou o interesse pela arte ainda criança, aos 10 anos. Dos desenhos com grafite, partiu, aos 18, para um curso de História da Arte em Brasília, na Funarte, com o professor e crítico de arte João Evangelista. Em 2009 teve seu trabalho reconhecido nacionalmente com o Prêmio de Artes Plásticas Marcantônio Villaça, promovido pelo Ministério da Cultura e Fundação Nacional de Arte. Nestes 30 anos de carreira, participou de diversas exposições e salões de artes, tanto no Brasil como no exterior.

“Quem for à exposição terá a nítida sensação de estar fazendo um passeio sobrenatural por paisagens ainda inexploradas, ao som do cântico de pássaros e cheiros da natureza”, conta Flávia Salem, idealizadora da Casa do Parque, ainda comemorando o sucesso de público das exposições anteriores, como a coletiva Trilha Essencial, Tempo Dicke, Irigaray e João Sebastião. “Nós temos aqui em Mato Grosso um público sedento de eventos culturais e artistas maravilhosos, cuja arte extrapola os limites do país para ganhar espaço nos salões internacionais”, acrescenta.

Para quem ainda não conhece, eis o momento oportuno. E quem já teve contato com a obra do artista, poderá ver telas inéditas nesta fase da exposição “Dentro da Mata”, na Casa do Parque. A entrada é gratuita.

Por Sandra Carvalho / Da Redação
Foto: Divulgação / Casa do Parque

http://feeds.feedburner.com/blogdasandracarvalho
0 0 votes
Article Rating
Se inscrever
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments