– O programa MultiAção lançado pelo prefeito Chico Galindo não teve início por causa de diversos fatores ainda sendo explicados. Os FUXIQUEIROS de plantão comentam que apesar de ter sido divulgado que as ações não começaram efetivamente, o MultiAção já estaria na praça, sim! Basta dar uma olhada nos jornais diários de Cuiabá. Dezenas de peças publicitárias sobre o tema. O programa deveria se chamar, na verdade, AçãoMultiMídia.
– O sistema multisseriado imposto pela Secretaria Estadual de Educação a escolas com um número reduzido de alunos gerou protesto hoje (30) em Luciara, na região do Araguaia, a mais de mil km de Cuiabá. A comunidade escolar da Escola estadual de Ensino Médio Juscelino Kubitscheck foi às ruas para protestar contra o sistema, que consiste em reunir numa mesma sala alunos de várias séries. Alias, com pouco mais de 2.400 habitantes, Luciara tem rendido alguns FUXICOS nos últimos dias.
– Internauta reclama da quantidade de buracos nas ruas de Cuiabá e da qualidade do serviço de recuperação das vias feito pela Prefeitura. E batiza o prefeito Francisco Galindo de “Chico Buracão”, mesmo apelido dado anos atrás a um ex-prefeito da Capital. Será que esse FUXICO pega?
– O Tribunal de Justiça Desportiva, por meio da Procuradoria, tentou imputar uma multa de R$ 5 mil ao Mixto Esporte Clube. A acusação, na verdade, era de que integrantes da torcida Boca Suja teriam jogado copo de vidro na arbitragem durante jogo no Dutrinha. A defesa do Mixto argumentou que não havia como provar que a ação teria partido de um torcedor do Mixto e ainda observou que se porventura isso realmente aconteceu foi porque houve falha da segurança de ter permitido pessoas entrarem com objetos estranhos no estádio. O Mixto foi absolvido por unanimidade. FUXICO no esporte!
 O Major PM Prado, que foi transferido recentemente para o Comando Regional VII da Polícia Militar, em Juína, abandonou a reunião do Conselho Comunitário de Segurança realizada ontem (29) à noite na Câmara de Vereadores do município, localizado a cerca de 700 km de Cuiabá. O Major Prado teria acusou o Conselho de estar trabalhando de forma equivocada. Ao ser rebatido pelo vice-presidente da entidade, Lelinho dos Santos Kapich, que mediava a discussão, Prado teria se irritado e abandonado a reunião. O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, subseção de Juína, Oswaldo Lopes, e demais participantes repudiaram a reação do militar. Essa vem lá do Juina News. Repassado. FUXICADO.
http://feeds.feedburner.com/blogdasandracarvalho
0 0 vote
Article Rating
Se inscrever
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments