O Ministério Público Federal até hoje não respondeu ao pedido do Sindicato dos Profissionais da Enfermagem de Mato Grosso (Sinpen/MT) feita em maio de 2011 para apurar denúncia de que a Secretaria de Saúde da capital estaria devendo mais de três meses os serviços prestados pela rede de hospitais conveniados ao SUS/Cuiabá apesar de receber religiosamente os repasses do Governo Federal para pagar estas despesas.
Segundo o blog do Movimento Saúde e Democracia (MSD),a denúncia foi feita na imprensa pelo ex-secretário municipal de saúde, Luiz Soares. Na oportunidade, ele declarou que a dívida milionária seria referente aos meses de fevereiro, março e abril de 2011 e cujos recursos já haviam sido repassados aos cofres da Secretaria de Saúde de Cuiabá.
Diante dessas informações, o Sinpen/MT solicitou ao Ministério Público Federal que convidasse o ex-secretário Luiz Soares para explicar o que está ocorrendo com a Saúde Pública de Cuiabá a fim de identificar as verdadeiras causas do caos. O Tribunal de Contas e o Ministério Público de Mato Grosso também receberam a denúncia, porém nenhum desses órgãos deu uma resposta aos enfermeiros e à sociedade.

“Enquanto isso faltam medicamentos básicos na rede municipal de saúde, médicos não cumprem escala de plantão nas policlínicas e nas unidades do Programa de Saúde da Família (PSFs) eles também não estão cumprindo as oito horas de trabalho por dia. As clínicas odontológicas estão sucateadas, assim como importante programas como o Escola com Saúde. Acorda, Ministério Público!”, diz nota do Movimento Saúde de Democracia (http://www.movimentosaudeedemocracia.blogspot.com)

http://feeds.feedburner.com/blogdasandracarvalho
0 0 vote
Article Rating
Se inscrever
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments