O bloco carnavalesco Banana da Terra, de Cuiabá, quer que sejam anuladas as notas atribuídas pelo jurado Marcos Santana Albuquerque porque ele foi diretor do extinto bloco Urubu Cheiroso, homenageado pelo campeão de 2011, o bloco Tradição do Araés. Para a diretoria do Banana, os votos de Marcos Albuquerque teriam beneficiado o Tradição, em prejuízo aos demais concorrentes.

Ninha, presidente do bloco Tradição
do Araés, campeão 2011

Inconformados com o resultado do desfile, diretores entraram com recurso junto à Secretaria Municipal de Cultura pedindo a anulação das notas do jurado em questão e nova apuração dos votos.  “Houve má fé”, diz o documento, citando que a presença de Marcos na comissão  julgadora fere o Artigo 22 do regulamento do concurso, onde diz que “fica vedado a participação direta ou indiretamente de profissionais ligados concorrentes no carnaval.
Na documentação juntada ao recurso, consta ainda a ata de fundação do bloco Urubu Cheiroso, onde aparece o nome de Marcos Albuquerque como membro da diretoria. O Urubu foi homenageado no samba enredo do Tradição do Araés, que sagrou-se campeão do Carnaval 2011 ao vencer o Banana da Terra no quesito bateria.

Edinei Pereira da Silva, o Ninha, presidente do Tradição Araés, diz que a vitória do bloco foi o resultado do grande empenho da comunidade e que o título aumenta ainda mais a responsabilidade e a vontade de se superarem no Carnaval 2012.

http://feeds.feedburner.com/blogdasandracarvalho
0 0 votes
Article Rating
Se inscrever
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments