O psicólogo, professor, escritor e mestre em educação Marcos Meier, de Curitiba (PR), proferiu palestra na noite desta quinta-feira (12) a pais de alunos do Colégio Notre Dame de Lourdes sobre fatores relacionados ao desenvolvimento saudável das emoções dos filhos com foco na fase da adolescência, na educação e num futuro de sucesso.
O especialista falou sobre as características principais da adolescência e como se deve interagir com o adolescente. Ele comparou a educação de um filho a um trem que tem que andar sobre dois trilhos. Um trilho é o afeto e o outro a autoridade.
“Os pais têm que ter intimidade com o filho, brincar, abraçar, ouvir o que ele tem a falar, as suas histórias. Se você construir um bom trilho do afeto aí você consegue exercer o outro trilho que é a autoridade”, observou.
Marcos Meier esclareceu que mãe e pai não são ‘amiguinhos dos filhos’ e se os pais são afetivos e exercem a autoridade, a educação certo. “É claro que o adolescente tem o momento de reagir contra os pais, desobedecer, não fazer o que os pais gostariam que fizessem. Mas, ser contra é saudável”.
Isto porque no processo de construção da sua personalidade, da individualidade, o adolescente precisa afastar a figura de autoridade do pai e da mãe para construir a sua identidade.
“E isso se faz com agressividade. Ele bate porta, fica reclamão. Mas, se os pais entendem a reação do filho isso é saudável. Eles vão se afastando, sempre dentro dos princípios e valores, dando espaço para os filhos, mas permitem que comecem a tomar decisões. Agora, os pais que abafam demais, não deixam os filhos irem para lugar nenhum, eles ficam tão presos que precisa usar muita agressividade e começam a fazer coisas que os pais odeiam”.
Irmã Marluce Almeida, diretora do Notre Dame, destacou a importância da parceria da escola e da família na educação dos filhos
O psicólogo também destacou o outro lado, quando os pais não exercem autoridade nenhuma, enchem os filhos de presente, não pedem que eles façam nada em casa para ajudar, e acabam crescendo sem nenhuma responsabilidade. 
“Como os pais não estão em cima, ele não precisa usar a agressividade para afastá-los e vira um adolescente sem princípios, sem valor, faz o que quer, na hora que quer. Cresce sem resistência a frustações, chora por qualquer coisa, não tem persistência, não terminam o que começam, tendendo ao insucesso”.
Pais atualizados
Marcos Meier destacou a importância de a escola levar informações aos pais e professores sobre a educação das crianças e adolescentes. “A gente precisa saber como é a sociedade hoje, que tipo de influência nosso filho está recebendo e isso se faz com palestras, cursos. O que o Colégio  Notre Dame está fazendo é fantástico, fundamental”.
Para o psicólogo e mestre em educação, os pais precisam constantemente ficar sabendo sobre as novas técnicas, as novas formas de educar, de agir e reagir com o filho, porque caso contrário eles podem se perguntar no futuro onde foi que erraram.
“Na verdade, tem muitos pais desesperados querendo saber o que fazer com os filhos.  Eles estão fazendo o que querem, não saem do celular e aí nós temos um problema muito grave porque a dependência da tecnologia se equivale a dependência de outras drogas, substâncias”.
Neste sentido, Marcos Meier fez um alerta para o aumento do número de adolescentes que tiram a própria vida no Brasil. “A gente cuida quando a gente dá para o nosso filho a possibilidade de ele fazer parte de verdade da família. Participando não só das atividades de lazer, mas também das atividades domésticas, como lavar louça, passar aspirador, dar banho no cachorro”.
Esse sentimento de pertencimento, segundo Marcos Meier, é a base da saúde emocional. “Agora quando a criança não se sente parte da família, da escola, começa a haver uma dor muito grande de solidão que compromete a saúde do adolescente e ele passa a pensar bobagens. Para isso não acontecer, dê atividades ao filho, coloque responsabilidade na vida dele”, orienta o especialista, reconhecendo que a união da família com a escola é fundamental na educação dos filhos.
A empresária Nika Barbosa e a advogada Aline Haddad enalterceram a iniciativa do Notre Dame de proporcionar palestras como esta aos pais
Nika Barbosa, mãe ds aluna Áurea Maria, que também é exímia cantora,, enalteceu a iniciativa da escola. “Acho extremamente importante para nos ajudar na educação dos filhos, principalmente na fase da adolescência”, pontuou a empresária.
A advogada Aline Haddad, que em breve se formará em psicologia, é mãe de Amini Haddad, do 7º Ano, e que estuda no Notre Dame desde o 1º Ano. “Então eu tenho tido a oportunidade de participar de palestras relacionadas a todas as fases do crescimento da Amini”, observou.
Roberta Quatti Nogarol de Lima afirma que sempre participa das palestras porque tiram muitas dúvidas em relação a educação dos filhos
Roberta Quati Nogarol de Lima também destacou o papel fundamental da escola na educação dos filhos. “As palestras nos ajudam a tirar muitas dúvidas”, reconheceu Roberta, mãe de dois alunos do Notre Dame.
Especialista em crianças e adolescentes, a psicóloga Lúcia Campos acha fundamental a troca permanente de informações com os pais
A psicóloga Lúcia Campos fez questão de atender o convite da escola para a palestra com também psicólogo Marcos Meier. Especialista em crianças e adolescentes, Lúcia Campos entende muito bem que os pais precisam de orientação. “A escola e a família são fundamentais nesse processo e se é possível contar com a ajuda de especialistas, por meio de palestras com esta, é magnífico”, pontuou.

http://feeds.feedburner.com/blogdasandracarvalho
0 0 vote
Article Rating
Se inscrever
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments