Fábio*, 17 anos, trabalha a noite inteira como chapeiro em uma lanchonete. Cansado, dorme durante o dia para recuperar o sono, o que atrapalha seus estudos. São para cerca de 100 jovens como este que o Projeto Inserção de Aprendizes no mercado de trabalho da superintendência Regional do trabalho em Mato Grosso (SRTb/MT), em parceria com o Senai e a Rede Cidadã, ofereceu esta semana oficinas de iniciação profissional.
As oficinas, de acordo com a Auditora-Fiscal do Trabalho (AFT) Luiza Fachin, coordenadora do Projeto inserção de aprendizes da SRTb/MT, fizeram parte da programação da Semana Nacional da Aprendizagem 2019 e contemplaram jovens atendidos pela Unidade Rede Cidadã da Polícia Militar e pelo Conselho Tutelar com idade entre 14 e 18 anos. 
“São jovens em estado de vulnerabilidade social que serão orientados e preparados para ingressar no mercado de trabalho de forma legal através da Aprendizagem Profissional”, ressalta Luiza Fachin.
As oficinas foram ministradas pelo Senac e pelo Senai nos dias 20 e 21 de agosto nos períodos matutino e vespertino na sede do Rede Cidadã, anexa ao Cisc do Planalto, e duas na Igreja Batista Sião, no bairro Nova Esperança, região do Pedra 90, em Cuiabá.
Durante a oficina os jovens desenvolveram competências para elaborar um bom currículo, se portar adequadamente em uma entrevista de emprego, bem como habilidades de autoconhecimento e convívio em grupo. “Eles saíram da oficina com a vivência para que possam buscar um emprego formal”, pontua a instrutora do Senai Vânia Lourenço de Oliveira.
Luiza Fachin explica que a Aprendizagem é um contrato especial de trabalho ajustado por escrito e por prazo determinado de no máximo 2 anos, em que o empregado é submetido a uma formação técnico-profissional metódica , com etapas teóricas e práticas, estabelecidas em programa de aprendizagem formatado e sob responsabilidade de entidades especializada em formação profissional.   
“Um jovem aprendiz é alguém que está estudando ou que já finalizou o Ensino Médio, mas ainda não tem experiência profissional. Ele tem a oportunidade de iniciar sua vida profissional de forma adequada, fazendo uma transição tranquila e saudável do mundo escolar para o mundo do trabalho”, detalha a Auditora-Fiscal do Trabalho. 
Por meio da Aprendizagem, acrescenta ela, o jovem recebe uma profissionalização e assim é preparado para que sejam absorvidos no mercado de trabalho de maneira legal e formal.
Tenente Anderson Przybyszewssky Silva, coordenador ajunto da Rede Cidadão, da Polícia Militar de Mato Grosso, destacou a importância da parceria com a SRTb/MT e o Senai, para a realização da oficina.
“Nós temos aqui jovens que vivem em situação de risco e vulnerabilidade social que precisam ser inseridos no mercado de trabalho. Essa parceria com a superintendência e o Senai é de extrema relevância para mostrar que o Estado está buscando meios de tirar o jovem da informalidade”, afirmou.
Neste sentido, o Tenente Anderson Silva adiantou que a Rede Cidadã está planejando buscar no comércio local uma parceria para que esses jovens sejam absorvidos no mercado de trabalho. “Nosso maior objetivo é que o jovem seja inserido na sociedade como cidadão”, concluiu.
Semana Nacional
A semana Nacional da Aprendizagem 2019, realizada pela Seção de Inspeção do Trabalho da SRTb/MT, Comissão para Erradicação do Trabalho Infantil da Justiça do Trabalho – MT e Ministério Público do Trabalho – MPT, ocorreu de de 19 a 23 de agosto e foi aberta com uma audiência pública na sede do Tribunal Regional do Trabalho (TRT/MT).
“A Semana Nacional de Aprendizagem é um momento para se discutir sobre o Instituto da Aprendizagem Profissional, esclarecendo as dúvidas, ressaltando a importância do programa na profissionalização dos jovens e estimulando as empresas a cumprirem com sua obrigação legal”, pontua a AFT Luiza Fachin.  
http://feeds.feedburner.com/blogdasandracarvalho
0 0 vote
Article Rating
Se inscrever
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments