Sandra Carvalho, de Alto Boa Vista

Quinze pessoas entre adultos, idosos crianças viveram momentos de pânico quando cerca de 200 índios da nação Marãiwatsede invadiram a fazenda Velho Oeste, município de Alto Boa Vista, a 1.060 km de Cuiabá, por volta das 6 horas da manhã desta segunda-feira (09/05). Eles foram carregados, arrastados e teriam ameaçado castrar os homens.

“Eles trataram a gente como porcos” disse agora a pouco o gerente da fazenda, Evaldo Duarte dos Santos, de 34 anos, relatando que os indígenas chegaram pintados para guerra, armados com pedaços de pau e flechas, tomaram os telefones e passaram a ameaçar levar as pessoas que ali estavam para a aldeia. Quatro motos, um trator, móveis, utensílios e roupas dos moradores da fazenda foram levados para a aledeia. Poucos pertences foram jogados no meio da estrada. A situação é de revolta entre as pessoas expulsas. A Polícia Federal ainda não chegou no local.

Evaldo convive com ameaças, roubos e humilhação há 1 ano. Ele mora na propriedade com a esposa Vera Lúcia Nascimento, 30, três filhos e o pai Valdivino Duarte, de 55 anos. Muito nervoso, ainda abalado com o momento da invasão, Evaldo não sabe o que fazer da vida agora. Ele espera a chegada dos proprietários da fazenda para decidir o que fará daqui pra frente, já que foi expulso com toda a sua família e teve seus pertences subtraídos pelos índios. “A gente fica apavorado”, confessa o gerente, que viveu momentos de muita apreensão quando foi imobilizao pelos indígenas sob ameaça de ser castrado.
Daqui a pouco outras informações e fotos. (com Vanessa Lima, de O Repórter do Araguaia)
http://feeds.feedburner.com/blogdasandracarvalho
0 0 vote
Article Rating
Se inscrever
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments