Servidores do interior engrossaram o ato público.
(Foto: Thomás Dorileo)
Servidores do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia (IFMT) participaram hoje (31-08) pela manhã, em Cuiabá, da mobilização nacional da categoria que está em greve por melhores salários desde o dia 1º deste mês. Representantes de vários campi no interior vieram à capital para o ato, cujo objetivo, de acordo com o líder o presidente do Sindicato Nacional dos Servidores do IFMT (Sinasef) no estado, Antônio Nobre, foi de sensibilizar a sociedade quanto às suas reivindicações e à greve que já dura trinta dias.
Antônio Nobre, presidente do Sinasefe
A pauta dos grevistas protocolada no Ministério da Educação inclui 12 itens, a começar pelo reajuste emergencial de 14,67% nos salários. Na sequência, a categoria pede a destinação de 10% do PIB para a Educação Pública, reestruturação da carreira docente do Plano de Cargos e Salários, democratização das instituições federais da educação básica, profissional e tecnológica, além do cumprimento da legislação sobres questões funcionais dos servidores da rede.
“Ainda queremos trinta horas semanais para os técnicos administrativos de toda a rede federal de ensino e a equiparação do auxílio alimentação dos servidores da rede com o auxílio alimentação dos servidores do Congresso Nacional, Judiciário e Tribunal de Contas”, completou o sindicalista.
Segundo Antônio Nobre, o Ministério da Educação até agora não respondeu às reivindicações, mas ele acredita que ainda esta semana os representantes do movimento devam ser chamados à mesa de negociação. “Também esperamos uma resposta do Ministério do Orçamento e Gestão para discutirmos alguns itens da pauta que são específicos”, pontuou o presidente do Sinasefe. (Sandra Carvalho)
http://feeds.feedburner.com/blogdasandracarvalho
0 0 vote
Article Rating
Se inscrever
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments