A Assembleia Legislativa de Mato Grosso até hoje (06/04) não votou o veto do governador Silval Barbosa (PMDB) à volta do Fundo de Assistência Parlamentar (FAP). A represtinação (o FAP foi extinto em 98) foi aprovada no apagar das luzes de 2010 e o veto do governador foi oficializado em 7 de janeiro de 2011.
Pela lei, a AL teria 30 dias para votar o veto, descontado o período de recesso. Já é abril e os deputados não falam absolutamente nada sobre o assunto. Se o prazo para derrubar o veto do governador expirou, então 8 parlamentares continuarão se beneficiando do FAP, num total desrespeito à Constituição Estadual.
Esses deputados, que não conseguiram se reeleger no último pleito, entraram com ação para receber o mesmo salário dos que estão trabalhando, e que gira em torno de R$ 15,5 mil por mês.
http://feeds.feedburner.com/blogdasandracarvalho
0 0 vote
Article Rating
Se inscrever
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments