Hoje eu posso dizer que tive um dia muito produtivo. Foi o que declarou a estudante Andressa Silva de Paula, 17 anos, ao final da Oficina de Dança Contemporânea e Urbana realizada na tarde desta quinta-feira (12) na Escola Estadual Rafael Rueda, em Cuiabá, pelo grupo de dança e teatro Variações.

O bairro Pedra 90, onde está localizada a escola, foi o escolhido pelos diretores do grupo Variações para receber o projeto baseado no espetáculo “Senti…”, e que faz uma perfeita fusão da dança com o teatro, uma técnica ainda pouco explorada em Mato Grosso.

E dentro do projeto, como explica o bailarino e coreógrafo Rogério Santana, diretor do grupo Variações estava previsto a oficina na escola do bairro, mais conhecida como Caic do Pedra 90.

Andressa, que cursa o 2º Ano do Ensino Médio, achou extremamente válida a iniciativa do grupo. “Até o ano passado nós tínhamos aulas de dança aqui na escola e outras atividades. Este ano não tivemos. Foi muito bom receber esta oficina na escola. Cheguei tímida, mas logo me senti à vontade para dançar e conhecer mais sobre dança de rua, disse a jovem.

Sua colega de sala Vitória Tâmaras, da mesma idade, também aceitou o convite para a oficina. “Eu não conhecia muito sobre dança de rua e hoje pude entender melhor e dançar. Queremos que venham mais projetos como este para a nossa escolar”.

Aos 16 anos e também no Ensino Médio, Júlia Prudêncio da Mata gostou de aprender coreografias diferentes e da interação com os profissionais do grupo Variações. “Mesmo eu não dançando muito, achei interessante a proposta da oficina e vim conhecer. Acabei dançando e aprendendo”.

Financiado pelo Projeto Fundo 2019 e com apoio da Secretaria de Cultura de Cuiabá e do Instituto Casarão das Arte, que é do bairro Pedra 90, o grupo Variações realizou a oficina e uma apresentação pública do espetáculo “Senti…”.

No dia 17 de dezembro o espetáculo também será apresentado no teatro do Sesc Arsenal. Tudo de forma gratuita.

Existência humana

O bailarino e coreógrafo Rogério Santana, diretor do grupo Variações, explica que o objetivo despertar nos jovens o interesse pela dança e pelo teatro, despertando neles questionamentos sobre a existência humana e inclusive uma mudança de paradigma acerca de seus sentimentos e ações relacionadas ao convívio social.

E esta é a base do espetáculo “Senti…”, pano de fundo do projeto cultural que vem para fortalecer o movimento de inserção e expansão da dramaturgia na dança, um campo ainda pouco explorado em Mato Grosso.

“O objetivo principal do espetáculo, é fazer com que pessoas em geral se identifiquem com essa incessante busca pela compreensão do que sentem, reflitam sobre vidas que se cruzam e encontrem, quem sabe nesse caminho de volta, a resposta para seus próprios questionamentos.

Além de Rogério Santana, estão envolvidos nesse projeto os bailarinos e coreógrafos Jefferson Pires, Luiz Carlos Bezerra e Nanda Hanan, o diretor musical Jair Junior e o produtor Manoel Vieira.

Serviço:

17/12 – Apresentação espetáculo “SENTI …” no teatro do Sesc Arsenal, Porto, às 20h.

http://feeds.feedburner.com/blogdasandracarvalho
0 0 vote
Article Rating
Se inscrever
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments