Um fato no mínimo estranho está acontecendo com a merenda escolar de Várzea Grande, que frequentemente é alvo de denúncias. Os frangos entregues às escolas chegam devidamente lacrados, com a embalagem intacta. Porém, cheio de furos.

O sabor da carne, segundo alunos e funcionários, não tem nada de diferente. Eles questionam, no entanto, porque seriam feitos os furos. Há quem diga que é para que o frango se encha de líquido e, quando congelado, fique mais pesado na balança.

A informação já chegou ao Conselho de Alimentação Escolar do município que informou estar preparando um documento solicitando da Secretaria de Educação de Várzea Grande explicações para o caso.

No início do ano letivo o Conselho recebeu denúncias de que a carne estava chegando às escolas com cheiro ruim e cor estranha e isto estaria ocorrendo também nas creches. Na época, o secretário de Educação de Várzea Grande, Wilton Coelho Ferreira, Ferreira disse que estuda a possibilidade de repassar os recursos diretamente às instituições de ensino. “As escolas comprariam os itens da merenda diretamente das empresas. Estamos avaliando essa ideia”, finalizou.

http://feeds.feedburner.com/blogdasandracarvalho
0 0 vote
Article Rating
Se inscrever
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments