A Clínica Vida Diagnóstico e Saúde realizou 25 atendimentos durante o Posto Itinerante do Mato Grosso Saúde na Controladoria Geral do Estado de Mato Grosso (CGE-MT). A ação foi realizada na tarde desta quarta-feira (21), oportunidade em que os servidores também assistiram a palestra ‘Tirando Dúvidas sobre Hipertensão e Diabetes’ ministrada pelo médico cardiologista Lucas Dutra Rodrigues.
A equipe da Vida, coordenada pela enfermeira Karine Manfrin, ofertou aos participantes serviços de teste glicêmico, cálculo de IMC (Índice de Massa Corpórea), aferição de pressão arterial e oximetria.
Os serviços da Vida foram ao encontro da palestra do médico Lucas Rodrigues. O cardiologista aproveitou a oportunidade para apresentar dados da Organização da Mundial da Saúde (OMS) para ilustrar e sensibilizar o público presente sobre os perigos da falta de diagnóstico e tratamento precoce da hipertensão arterial e a diabetes.
“Os dados da OMS são alarmantes, pois, no Brasil, aproximadamente 35% da população tem pressão alta e o que é mais grave é que quase metade dessas pessoas desconhecem o problema. Essas doenças são silenciosas, o diagnóstico e tratamento precoce são essenciais. No caso da diabetes, a OMS diz que no Brasil chega a 16 milhões de casos registrados”, informou.
“Essas informações causam preocupação considerando que com esses números o Brasil é o quarto país com mais casos de diabetes”, acrescentou.
Estudos de organizações de saúde identificam como fatores de risco o tabagismo e o álcool, sedentarismo, sobrepeso/obesidade, histórico familiar de doença cardiovascular, fatores socioeconômicos, presentes em hipertensos, diabéticos e em pessoas com as duas doenças.
“A hipertensão e o diabetes são doenças graves e silenciosas que podem levar a implicações mais graves ainda. Da hipertensão não tratada adequadamente pode levar a doenças cardiovasculares gravíssimas e a óbito. No caso da diabetes, por exemplo, pode ainda causar cegueira e amputações. Não podemos esperar a chegar a isso para procurar o diagnóstico e o tratamento. Os fatores de risco têm que ser considerados”, argumentou o cardiologista.
Ao fim da apresentação os servidores puderam fazer perguntas e tirar dúvidas sobre o tema.
Paralelamente à palestra, o Posto Itinerante do Mato Grosso Saúde ofertou aos participantes serviços de teste glicêmico, cálculo de IMC (Índice de Massa Corpórea), aferição de pressão arterial e oximetria.
A explanação faz parte do V Workshop do Programa ‘Viver com Qualidade’ desenvolvido pela CGE em conjunto com a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag).
Além dos servidores da CGE, participaram os servidores das Unidades Setoriais de Correição da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e da Auditoria-Geral do SUS (Agsus), que desenvolvem suas atividades em salas da Controladoria.
A Clínica Vida Diangóstico e Saúde é conveniada ao Mato Grosso Saúde.

http://feeds.feedburner.com/blogdasandracarvalho
0 0 vote
Article Rating
Se inscrever
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments