Os comentários são de que a Prefeitura de Juara estaria perseguindo eleitores da deputada Luciene Bezerra (PSB). Veja vídeo produzido por Nortão News.


Moradores do Residencial Portal das Flores, em Juara (MT), denunciam falta de critérios, alegam perseguição política e truculência por parte da Assistência Social do município. Trabalhadores que saem para trabalhar e passam até 20 dias fora estão tendo suas casas tomadas e entregue a outras famílias. Enquanto isso, pessoas que adquiriram o imóvel sem necessidade de tê-lo estariam mantendo as casas fechadas por mais de ano, com o conhecimento e consentimento da Prefeitura.
 
Segundo os moradores algumas casas estão ha quase um ano abandonadas e a Assistência Social (AS) não coloca ninguém no lugar, enquanto outros moradores saem para trabalhar e em menos de 30 dias, tem suas casas tomadas.
Iran da Paixão lutou durante 4 anos para conseguir a casa popular. Fez todo o procedimento necessário, acompanhou a construção das casas e após muita espera, foi contemplado com um imóvel em setembro de 2009.
Ele conta que estava desempregado e não conseguia serviço em Juara. Por meio de parentes, arrumou um trabalho no município de Claudia, deixou a esposa em casa e foi trabalhar em um sitio. Dias depois sua esposa foi visitar os parentes e deixou a filha e o sobrinho cuidando da casa.
Na espera de completar o mês para poder voltar a Juara, Iran soube que uma assistente social exigiu que a filha de Iran entregasse a chave sob ameaça de chamar a policia e colocou outra família na residência. Revoltado agora procura reaver sua moradia. “Eles falaram que é porque não paguei a energia, mais tem casa aqui no bairro que nem padrão tem mais e não é tomada como a minha foi”.
Vizinhos testemunham que a casa não ficou abandonada e acusa a Assistência Social da e cometer uma injustiça com Iran. Para eles, o novo morador da casa não tem culpa, mas sim a Prefeitura, que deveria construir mais casas para estas pessoas.
Inclusive uma senhora de idade que teve a casa tomada ficou chorando desesperada enquanto os funcionários da Prefeitura retirava seus móveis para fora do imóvel.
Outro Lado – A Assistência Social do município explica que cada caso será resolvido individualmente e confiram que algumas casas estão fechadas há mais de 6 meses. As casas que estão fechadas estariam no Departamento Jurídico e a Prefeitura teria confirmação de que as pessoas que tiveram seus imóveis tomados realmente não estariam permanecendo dentro deles. E alerta que o Termo de Ocupação do Imóvel estabelece que se os moradores forem se ausentar da casa por mais de trinta dias poderão perder a residência e que para que isso não aconteça devem comunicar a Assistência Social do Município. (Reinaldo Stachiw/Nortão News)
http://feeds.feedburner.com/blogdasandracarvalho
0 0 vote
Article Rating
Se inscrever
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments