A Associação dos Gestores Governamentais do Estado de Mato Grosso (AGGEMT) aderiu à campanha Outubro Rosa, movimento internacional cujo objetivo é de alertar para a importância do diagnóstico precoce da doença.

 

Agno Vasconcelos, presidente da AGGEMT, informa que a contribuição será na divulgação da campanha em si e de informações sobre o câncer de mama no site e nas redes sociais da entidade. “Além de cor da logo ficar rosa durante o mês de outubro, já estamos usando nossos canais de comunicação para falar sobre o câncer de mama”.

Paula Baliceri, diretora de Comunicação da AGGEMT, fala sobre a iniciativa da entidade. “Aderimos porque entendemos que essa campanha é muito importante para as mulheres e uma das formas de ampliar a conscientização sobre a prevenção ao câncer de mama é ajudando na divulgação”.

Apesar das dificuldades impostas pela pandemia da covid-19, o MTMamma (Associação de Trabalhadores Voluntários contra o Câncer de Mama), que não está atendendo presencialmente, tem continuado parte de suas atividades de forma virtual e por telefone.

A presidente da entidade, Cleuza Dias, explica que pacientes que descobriram a doença recentemente, quem precisar de perucas, lenços, orientações sobre tratamento e até mesmo jurídica, pode entrar em contato com o MTMamma através dos contatos (65) 3052-8758/(65)99694-5272/(65)99285-4169.

“A campanha “Outubro Rosa” vem para alertar que as pessoas não podem se esquecer da saúde. É o alerta para que a pessoa se toque, se lembre, se cuide. Que tenha cuidado, procure o médico, faça seus exames regularmente e tenha a prevenção contra o câncer de mama. Se descobrir, que descubra em uma fase inicial, que a chance de cura é de 95%”, pontua Cleuza Dias.

A presidente da entidade, que descobriu o câncer em si há 10 anos, ressalta que a paciente não deve deixar o medo tomar conta. É importante fazer os exames regularmente, fazer o autoexame para notar qualquer anormalidade, o que significa carinho e cuidado consigo.

Como o MTMamma é uma entidade que envolve trabalho voluntários, a sociedade pode ajudar através de produtos como camisetas e máscaras que estão sendo comercializadas, ou através de doações nas seguintes contas:

MTMamma- Amigos do Peito

CNPJ: 11.124.387/0001-04

SICREDI

Banco: 748

Agência: 0810

C/C: 41849-3

Ou

Banco do Brasil

Agência: 3499-1

C/C: 43409-4

O câncer de mama

De acordo com o médico de família, Germano Alves, o câncer de mama e o tumor mais comum entre as mulheres brasileiras. A má qualidade de vida, além da genética, são fatores de risco para o desenvolvimento da doença.

Um dos fatores mais importantes é a idade, a maioria dos casos são em pacientes acima dos 50 anos. Além disso, a obesidade e sobrepeso após a menopausa, sedentarismo, consumo de bebida alcoólica e exposição frequente a radiações ionizantes, o raio-x, também são situações de risco.

“Fatores reprodutivos e hormonais que são risco para o tumor é ter a primeira menstruação antes dos 12 anos, nunca ter tido filhos, ter a primeira gestação após os 30 anos, menopausa após os 55 anos, uso de contraceptivos hormonais, reposição hormonal pós-menopausa, principalmente por mais de cinco anos”, explica o médico.

Entre os sinais da presença do câncer de mama está a presença de um nódulo endurecido, abaulamento de uma parte da mama, inchaço e vermelhidão na pele, inversão do mamilo, sensação de massa ou nódulo em uma das mamas.

O médico, para rastrear o câncer, pode solicitar uma ultrassonografia, mamografia, ou ressonância magnética, entre outros. O diagnóstico é confirmado a partir de biópsia.

O tratamento da doença é iniciado com uma cirurgia e complementado com quimioterapia, radiação, hormonioterapia ou imunoterapia.

Após o tratamento, o médico responsável irá acompanhar o caso pelos próximos cinco anos a cada seis meses.

As formas de prevenir o câncer envolvem uma boa qualidade de vida, ou seja, prática de exercícios, dieta balanceada, evitar estresse, álcool e controlar o peso.

0 0 vote
Article Rating
Se inscrever
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments