Não bastaram os insistentes pedidos da  Prefeita Maria Izaura Alfonso (PDT), de Alta Floresta, extremo norte de Mato Grosso, que o Governo de Mato Grosso ajudasse o município a garantir atendimento a saúde dos munícipes. Precisou a prefeitura anunciar o fechamento parcial do hospital da cidade e cortes radicais em toda os serviços de saúde para que o secretário estadual Pedro Henry anunciasse ajuda imediata ao município.
Ontem mesmo, após medidas radicais anunciadas pela prefeita, foram realizadas reuniões com a equipe técnica da Secretaria de Estado da Saúde  e à tarde como secretário Pedro Henry, quando foram mostradas  as  dificuldades  por que  passa a Prefeitura de Alta Floresta com a manutenção do Hospital Municipal e as medidas que estão sendo adotadas para o seu  atendimento.
A Prefeita Maria Izaura destacou mais uma vez necessidade da presença institucional do Governo do Estado na manutenção do hospital, por meio da aceleração do processo da sua estadualização e também solicitou o retorno dos benefícios da Portaria 112, que foram suspensos em janeiro passado, suspensão essa que acelerou a crise financeira da saúde do município, culminando com o fechamento parcial das atividades daquela unidade de saúde.
Pedro Henry determinou, diante do anúncio do caos, para sua equipe econômica que sejam pagos à Prefeitura de Alta Floresta todos os repasses da Portaria 112 em atraso, sendo que parte será creditada na próxima semana, outra até o dia 25 de maio, num valor total de R$ 500.000,00. A partir do final de maio a Secretaria de Estado repassará o mesmo valor pago pelo Ministério da Saúde, ou seja, R$ 250.000,00 mensais, até que termine o processo de estadualização e a gestão do Hospital pelo Governo de Mato Grosso seja totalmente efetivada, o que, segundo ele, deve acontecer em 60 ou 90 dias. (com Notícia Exata)
http://feeds.feedburner.com/blogdasandracarvalho
0 0 vote
Article Rating
Se inscrever
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments